A bronquiolite, inflamação dos bronquíolos (parte final dos brônquios), atinge principalmente os bebés menores de 2 anos e é mais comum no inverno. A principal forma de contaminação é por meio de secreções respiratórias e por contato, ou seja, crianças que passam o dia em locais fechados com outras pessoas, como creches, estão mais propensas à infecção. Os sintomas iniciais são muito parecidos com uma constipação: tosse, obstrução nasal e às vezes  “chiadeira” no peito.

Atualmente, são reconhecidos, os benefícios da fisioterapia respiratória na melhoria da qualidade de vida do paciente.

Objetivo da fisioterapia respiratória

Tem entre as suas diversas atividades aplicar métodos, técnicas e recursos de expansão pulmonar, remoção de secreção, fortalecimento muscular, recondicionamento cardiorrespiratório e suporte ventilatório.

 Qual a sua importância

Na bronquiolite, devido à produção excessiva de muco (catarro) decorrente da inflamação brônquica, a criança pode apresentar sinais de desconforto respiratório, nesse momento, o fisioterapeuta atuará desde a avaliação do sistema respiratório até a intervenção com técnicas que colaborem para o conforto da criança e segurança da família no controle dos sintomas.

 Quais os seus benefícios

Os principais benefícios procedentes da fisioterapia respiratória para pacientes com bronquiolite são: a melhora dos sinais vitais, diminuição do trabalho muscular respiratório, melhor adaptação à ventilação não invasiva, diminuição da necessidade de aspiração das vias aéreas superiores.

 Quais as técnicas usadas

Técnicas de alongamento, fortalecimento muscular, posicionamento, e técnicas manuais para expansão pulmonar são alguns exemplos. Além disso dispomos de nebulizador para facilitar a remoção da secreção. A orientação e educação do paciente e seus familiares são também fundamentais para o acompanhamento do paciente.

 

Biografia

http://www.iff.fiocruz.br/index.php/8-noticias/474-tratamento-da-bronquiolite

Coronavírus, atualização dos sinais e sintomas.
Dia Internacional do Idoso
Deixe o seu comentário